SAÚDE

30 anos do Sistema Único de Saúde (SUS), plano de saúde com cobertura universal




No dia 19 de setembro completou 30 anos da promulgação da Lei 8.080/90 que regulamenta o Sistema Único de Saude (SUS). Convém mencionar que o SUS foi criado com a Constituição Federal de 1988, e regulamentado com a Lei Orgânica agora mencionada e a Lei n. 8.142/1990, apesar do marco legislativo existente do início do SUS, sua criação ocorreu de forma gradual e iniciou com o Movimento da Reforma Sanitária Brasileira (MRSB), que aconteceu no início da década de 70.

Antes do SUS, somente tinham acesso a saúde aqueles que possuíam carteira de trabalho assinada e contribuíam para a previdência, os demais que não possuíam condições financeiras para tratamento privados, dependiam de filantropia ou, caso contrário, não recebiam nenhum tratamento médico se precisassem.

A partir dos anos 1990 a saúde passou a ser reconhecida como um direito fundamental e universal, assim todos os indivíduos passaram a ter garantido o atendimento a saúde de forma gratuita.

Considerado um dos maiores e melhores sistema de saúde do mundo, o SUS proporcionou a democratização da saúde, realiza, por ano, aproximadamente 2,8 bilhões de atendimentos, abrangendo desde o mais simples procedimento até os mais complexos, como o transplante de órgão, que no Brasil 90% dos casos ocorrem por meio do SUS.

Todos usam o SUS, sem exceções, se você está no Brasil, já fez uso do nosso sistema de saúde, pois ele vai muito além de atendimento médico, o SUS é responsável pela vigilância sanitária, controle de zoonoses, realiza o controle de qualidade da água potável que chega em nossas casas, responsável pela doação de sangue, doação de órgãos, dentre outros.

Além de que, segundo o IBGE, atualmente mais 150 milhões de brasileiros dependem exclusivamente do SUS para cuidar da saúde, mais de 50% da população nacional não teria acesso ao atendimento básico de saúde, caso não existisse o SUS.

Além da democratização do direito a saúde, o SUS mudou o conceito sobre cuidados, que antes visava apenas o tratamento de doenças, hoje se vê uma política de prevenção e planejamento com intuito que as pessoas vivam com maior qualidade de vida.

Baseado nesta política de prevenção, foi criado o programa saúde da família, este projeto ganhou visibilidade internacional, a própria Organização Mundial da Saude (OMS) reconhece que a iniciativa de cuidar da saúde da família esta entre as ações de maior efetividade nos cuidados a saúde da população. Este projeto alcança mais de 120 milhões de brasileiros.

A data da promulgação da Lei não deve ser entendida apenas como marco civilizatório e sim um verdadeiro motivo para celebrar o sistema de saúde público, universal, gratuito e igualitário, embora não seja perfeito, mas está em constante desenvolvimento e permite que muitos brasileiros tenham acesso a saúde.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM