ECONOMIA

INSS retoma atendimento presencial nesta segunda, mas agências em SP seguem fechadas após decisão judicial



Com exceção do estado de São Paulo , que por decisão judicial segue com toas as agencias fechadas, as agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) retomaram suas atividades presenciais nesta segunda (14) em todo o país.
 
Contudo, apenas os atendimentos agendados previamente serão realizados nas agências nesta primeira fase de reabertura e em apenas algumas unidades específicas, ocorrerá a retomada da perícia médica previdenciária.
 
De acordo com o INSS, cerca de 600 agências estarão reabertas. O número representa menos da metade das unidades do INSS, mas corresponde às maiores agências, que têm maior capacidade de atendimento.
 
O governo deve divulgar ao longo da semana a lista completa das agências abertas, mas o segurado já pode consultar a informação no aplicativo Meu INSS ou no telefone 135.
 
Já em São Paulo, todas as agências seguem fechadas e sem data definida para reabertura devido à decisão judicial do Tribunal Regional Federal da 3ª Região. O pedido de suspensão da reabertura foi feito pelo Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo.
 
Conforme explicou o INSS em nota, os segurados que tinham agendado uma visita devem desconsiderar e proceder com a remarcação pelo “Meu INSS” ou pelo telefone 135. O INSS também informou que vai recorrer à decisão por meio da Procuradoria Federal, e que espera que a Justiça entenda o caráter essencial do serviço prestado.
 
Devido a grande preocupação diante da Pandemia que ainda não se encontra controlada em nosso País, o INSS estruturou procedimentos com objetivo de buscar uma maior segurança tanto a seus funcionários como aos usuários. Além do número limitado de atendimentos, as pessoas que forem às agências devem usar máscaras e ter a temperatura corporal aferida por meio de termômetro infravermelho. Se for constatada temperatura acima de 37,5 graus, o segurado não poderá nem sequer entrar na agência, e ainda será orientado a procurar um serviço médico.
 
O INSS oriente ainda a chegar pouco antes do horário marcado, para evitar a formação de filas, e manter o distanciamento mínimo de um metro das outras pessoas. No caso das agências que contarão com o serviço de perícia médica previdenciária, houve um reforço ainda maior nos protocolos de higiene.
 
Entre os serviços que poderão ser realizados presencialmente estão o cumprimento de exigência, avaliação social, justificação administrativa ou social (caso em que a pessoa precisa levar um documento para comprovar tempo de serviço que não está no cadastro oficial), reabilitação profissional e perícia médica (apenas em algumas agências).
 
Desde março, quando o atendimento presencial foi suspenso, o INSS informou que foram concedidas antecipações de 186 mil benefícios de Prestação Continuada (BPCs), pago a pessoas com deficiência, e 876 mil antecipações de auxílios-doença.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM