COLUNAS



MEMÉTICA

com


Clara Dias


Avatar Clara Dias
Flordelis: do caderno policial às páginas de memes




Foto/fonte: Redes sociais/Reprodução

Na última semana, a deputada federal, pastora e mãe de 55 filhos, Flordelis dos Santos de Souza ganhou repercussão em todas mídias pelas denúncias que a acusam de ser mandante da morte do esposo, Anderson do Carmo que ocorreu em junho de 2019.

Por toda a reviravolta do caso, Flordelis se tornou figura presente nos telejornais, portais de notícia, nas discussões populares e é claro, se tornou meme.

Mas antes de tudo, você sabe o que é meme? E sua origem? Então, vamos ao seu conceito:

O termo meme tem sua origem na biologia, o biólogo evolucionista Richard Dawkins o introduziu no seu livro “O gene egoísta” de 1976.

Dawkins usou essa palavra para descrever uma forma de propagação cultural. Ou seja, da mesma forma que o gene repassa a informação genética de uma pessoa, o meme poderia se espalhar entre os indivíduos, disseminando uma ideologia ou comportamento. A sua etimologia é grega, e vem de “mimema”, que significa “imitação, algo imitado.

Nas redes sociais, memes são imagens que contém humor e se espalham pela internet. A principal característica de um meme é sua capacidade de viralização.

O brasileiro se destaca com sua criatividade e capacidade de prover memes inesquecíveis, seja qual for o assunto. E como podemos notar,  Flordelis não ficou ilesa…

Confira a lista que a fábrica de memes criou sobre “Flor de Lins”, segundo Inês Brasil.

PÔSTER COM UMA DICA DE PROPÓSITO DUVIDOSO:


A ICÔNICA INÊS BRASIL FAZENDO UMA PREGAÇÃO FLORDELIS: 


Cinismo, hipocrisia, são pontos que os memes evidenciam no caso Flordelis. Esses foram alguns memes que tomaram as redes sociais, mas com o desenrolar dos próximos capítulos, Flordelis poderá voltar aos holofotes da fábrica de memes. Quem sabe os memes não se tornam a voz da justiça na busca pela verdade, e ferramentas para uma conscientização crítica!


Confira o vídeo:



Sobre Clara Dias

Jornalista

Jornalista, entusiasta de marketing digital e admiradora da sétima arte. Já trabalhei com comunicação à educação. Tenho conhecimento em sala de aula ensinando inglês como segunda língua, em como lidar com alunos de diferentes tipos de aprendizagem. Realizei intercâmbio em Toronto (Canadá), a fim de praticar o inglês. No âmbito comunicacional, trabalhei como redatora de blogs e sites seguindo as métricas estabelecidas pelo Google. Fiz cursos do Facebook Blueprint, de SEO para jornalistas, marketing digital, produção de conteúdo para Web e marketing de conteúdo. Possuo curso de edição de vídeos pelo Senac de Presidente Prudente. Possuo experiência em criação e produção audiovisual (roteiro, produção, edição). Como TCC, fiz um webdocumentário sobre a memória televisiva de uma emissora local. Durante a graduação, criei roteiros para longa e curta-metragem, além de um documentário sobre autismo. Em 2019, comecei a me interessar por inovação e empreendedorismo. Assim, participei do Startup Weekend Educação, o qual pude sair com o primeiro lugar.


Sobre a Coluna

Memética

Memética é uma coluna que discute assuntos em alta na internet com uso de memes. O nome da coluna vem do estudo formal dos meme, considerado uma forma de linguagem. A maioria das pessoas só veem memes como ícones engraçados, mas vão além disso, são ferramentas que expressam muitos significados!


COMENTÁRIOS